apoiar_historia_topo_final

HISTÓRIA

Em 1995, aquando da nossa 1ª visita a Moçambique, foi-nos pedido, um pouco por todo o país, de Maputo a Pemba (Cabo Delgado), que concentrássemos a nossa acção no ensino de informática. Nessa altura, sendo Moçambique um dos 5 Países mais pobres do mundo, o pedido que nos faziam levantou-nos algumas questões…

Por outro lado a abertura de Moçambique ao investimento estrangeiro, a banca e outras instituições informatizadas com as suas inúmeras agências espalhadas por todo o país, deram-nos força para seguir em frente com o que nos era pedido. Em 9 anos abrimos centros de informática: Maputo, Xai-Xai, Manjacaze, Inhambane, Manica, Quelimane, Lichinga e Pemba, com o cofinanciamento da Comissão Europeia e do Instituto da Cooperação Portuguesa.

Capacitámos cerca de 120 formadores por todo o país em regime intensivo de 2 meses, que por sua vez continuam a acção de formação a utilizadores, tornando os centros não só autossustentáveis, como, principalmente, lucrativos e capazes de gerar recursos para as instituições de apoio social em que se encontram inseridos.

Com o passar dos anos fomos desenvolvendo outros projectos em vários países. Projectos de Formação em áreas tão distintas, como a construção em Terra crua, Prevenção do HIV Sida, Centros de Saúde, Centros de Corte e Costura, bem como Jardins de Infância.

Por uma questão de foco e estratégia, a partir de 2015, a APOIAR reforçou a sua actuação em Moçambique, mantendo sempre a proximidade e acompanhamento dos projectos em funcionamento em Angola.

Conheça o histórico dos nossos projectos concluídos em Angola, Moçambique e Portugal.